Quinta-feira, 20 de Maio de 2010
O Culto do Linho

 

Desde a demolha ao ripanço

das barrelas ao tear;

podem crer, nunca me canso

desta cultura falar

 

Sabia tão bem ficar

à espreita, estarrecido;

e por de trás do tear

ver o linho ser urdido

 

Só que agora a tecedeira

sabe também como eu;

falar do linho em Nespereira

só pode ser no museu!

 

está a dois passos da Feira

num casarão bem velhinho;

mas é ali que Nespereira

pode fazer culto ao linho!



publicado por Alves Pinto às 10:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre o Alves Pinto
pesquisar
 
Entradas recentes

A nossa Feira

O Culto do Linho

Lições de Vida

Mãe

Recordações do passado

O típico par de Nespereir...

Saudosista!...

Festa Rija

Raio de sonho!

A tosta mista já era!

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010